Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Notícias/Economia

FECOMÉRCIO RJ PREMIA EMPRESAS VENCEDORAS DA 3ª EDIÇÃO DO PRÊMIO VISÃO CONSCIENTE

Os ganhadores viajarão para a NRF 2023, a maior feira do varejo do mundo, realizada em Nova York

FECOMÉRCIO RJ PREMIA EMPRESAS VENCEDORAS DA 3ª EDIÇÃO DO PRÊMIO VISÃO CONSCIENTE
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

RIO DE JANEIRO, RJ Fecomercio Premiação Visão Consciente

A Fecomércio RJ premiou na noite de sexta-feira (16/12) as seis empresas vencedoras do 3º Prêmio Visão Consciente. A premiação é concedida às empresas que se destacaram em inovação e práticas sustentáveis em seus negócios, demonstrando comprometimento com questões ambientais e de responsabilidade social. Os vencedores foram as empresas Repense, de pequeno porte; Condesports, de médio porte; Oficina Muda, de grande porte; na categoria Meio Ambiente. Na categoria Responsabilidade Social Empresarial, os vencedores foram a Equal, de pequeno porte; Bramil Supermercados, de médio porte; e Reserva, de grande porte. Todas foram contempladas com uma viagem à maior feira de varejo do mundo, a National Retail Federation (NRF 2023), que acontece anualmente, em Nova York. Além disso, a empresa Brownie do Luiz foi agraciada com Menção Honrosa, pela organização do Prêmio e pelo Sebrae Rio.

“É com muito orgulho que a Fecomércio RJ contribuirá com o comércio de vocês para essa nova etapa de reciclagem e networking lá em Nova York. Façam adaptações das tendências aos seus negócios, renovem suas energias e continuem inovando para impulsionar o desenvolvimento da economia e proporcionando mudanças na vida das pessoas. Essas são as motivações da Fecomércio RJ, que nos movem a seguir no firme propósito de sempre buscar o melhor para o nosso estado”, destacou o presidente Antonio Florencio de Queiroz Junior na abertura da cerimônia de premiação. A 3ª edição do Prêmio Visão Consciente teve uma novidade esse ano. Qualquer empresa do setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro pôde participar.  Conheça a história das empresas vencedoras e o que as levaram a ganhar o 3º Prêmio Visão Consciente:

Publicidade

Leia Também:

Categoria Meio Ambiente: Repense:Transformar resíduos em peças de joalheria. Parece algo improvável, mas é exatamente o que faz a Repense, que criou uma empresa de reciclagem de resíduos industriais para a recuperação de metais preciosos para fabricação de joias. O público-alvo são os consumidores com consciência ambiental que, ao usarem essas peças, atuam como verdadeiros agentes da sustentabilidade e embaixadores da Repense. Esses consumidores também não se importam de pagar mais pelas joias da marca, porque sabem que 5% do seu valor são destinados à compra de refeições, doadas a milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade em inúmeras regiões do Rio de Janeiro.

Condesports: O descarte incorreto do óleo de cozinha é um grande vilão do meio ambiente. Esse óleo provoca entupimento e refluxo do sistema de saneamento urbano, agravando o problema das enchentes e trazendo danos à saúde da população. Disposta a fazer a sua parte para amenizar esse cenário, a Condesports criou o programa Reciclar Social, que não apenas promove a coleta de resíduos sólidos como estimula a população a levar seus resíduos domésticos aos pontos de coleta.

Oficina Muda: A Muda é uma oficina multimarcas que apostou no seu projeto, criativo e inovador, de upcycling para promover a economia circular e dar destino correto aos resíduos sólidos. Com essa proposta, a empresa reaproveita e repara peças de vestuário com pequenos defeitos, de marcas parceiras, que iriam ser descartadas. E essas peças ganham vida nova a partir daí. O sucesso foi tanto que até hoje, a Muda já ressignificou cerca 450 mil peças de vestuário, com o upcycling, gerando emprego e renda para suas artesãs e costureiras.

Categoria Responsabilidade Social Empresarial: Equal; Pessoas com deficiência costumam se sentir invisíveis para a indústria da moda, que raramente oferece a esses consumidores roupas confortáveis, que proporcionem autonomia, o que torna o simples ato de se vestir incômodo e até doloroso. Por acreditar que a moda é uma ferramenta de transformação social, a Equal se propôs a produzir roupas adaptadas, confortáveis, com aberturas estratégicas, mas ao mesmo tempo com design e sustentabilidade. Até as etiquetas fazem parte do processo, pois estão em braille. Tudo para possibilitar o protagonismo de paralisados cerebrais, cadeirantes, amputados, pessoas com deficiência visual e mobilidade reduzida.

Bramil Supermercados: Como uma das consequências da pandemia da Covid-19, muitas mulheres chefes de família se viram, repentinamente, desempregadas. Além de fragilizadas, elas ainda ficaram mais vulneráveis à violência doméstica. Essa questão social não passou despercebida pela rede Bramil Supermercados, que criou um projeto, em Três Rios, para levar de volta um grupo de mulheres para o mercado de trabalho, por meio de dois cursos: de Corte e Costura e de Cabeleireiro. O desafio era também resgatar o amor próprio, a fé na vida e a dignidade dessas mulheres. Os cursos começaram, em maio deste ano, com 50 mulheres matriculadas e mais 12 em lista de espera. Agora em dezembro, elas recebem o diploma e estão prontas para o mercado ou para empreender.

Reserva: Desde 2016, cada peça vendida pela Reserva significa que cinco pratos de comida chegarão a pessoas em situação de insegurança alimentar. Embora tenha nome de equação matemática 1P=5P, o projeto vencedor traz na sua essência uma estratégia simples, mas de forte impacto social. A conta é assim: toda venda da empresa gera um repasse financeiro para ONGs, que atuam coletando alimentos onde sobra – como mercados, hortifrutis etc. – e distribuindo onde falta. E o resultado dessa equação da Reserva? Em cerca de seis anos de projeto, 75 milhões de refeições já foram distribuídas, cerca de 500 mil pessoas impactadas pelo Brasil e mais de 400 instituições sociais beneficiadas.

Menção Honrosa: Brownie do Luiz : A história do Brownie do Luiz com o Sebrae Rio vem de longa data! Essa jornada inclui cursos, como participante e palestrante, busca por consultorias tecnológicas, ações de sustentabilidade e por aí vai. Mas foi durante a pandemia que ele pôde pôr à prova todo esse acumulado de conhecimento. Pela primeira vez, Brownie do Luiz corria o risco de fechar as portas e demitir funcionários. Só que surgiu uma luz no fim do túnel: novamente, com a ajuda do Sebrae Rio, foi feito um estudo para entender a viabilidade de financiamento e, por meio de uma linha de crédito, o Brownie do Luiz obteve os recursos, com juros baixos. Assim, na contramão das consequências da pandemia, houve a ampliação de suas lojas. Hoje, ele se dedica ao seu programa de Mentorias, o "Fora da lata ", ajudando empreendedores da mesma forma como foi ajudado.

 

 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!