Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Domingo, 16 de Junho de 2024

Notícias/Saúde

VOLTA REDONDA APROVA CRIAÇÃO DE FUNDAÇÕES ESTATAIS PARA COORDENAR A GESTÃO DA SAÚDE NA CIDADE

A mudança no formato de gerir os recursos públicos fará com que os serviços sejam descentralizados e melhorias ocorram no atendimento à população

VOLTA REDONDA APROVA CRIAÇÃO DE FUNDAÇÕES ESTATAIS PARA COORDENAR A GESTÃO DA SAÚDE NA CIDADE
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

VOLTA REDONDA, RJ Fundações Estatais para gerir a saúde, com fotos divulgação

Com o objetivo de melhorar a eficiência do atendimento na rede pública de Saúde em Volta Redonda, e resolver a questão dos vínculos trabalhistas dos profissionais de saúde no município, foi aprovado recentemente, o projeto de lei do executivo, que cria a Fundação Estatal de Atenção Básica e Ambulatorial Especializada de Volta Redonda (Fesabe) e a Fundação Estatal de Serviços Hospitalares e de Urgência de Volta Redonda (Fehospita). Os novos modelos jurídicos vão permitir a descentralização de serviços executivos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e com isso, a possiblidade de uma melhor prestação de serviços de saúde aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), além de acabar com a contratação por meio de RPA (Recibo de Pagamento Autônomo).

A atuação da Fesabe e da Fehospita, será orientada especificamente pela SMS. A secretária da pasta, Maria da Conceição Rocha, disse que “com a criação das duas fundações, será possível desonerar funções executivas na secretaria, permitindo um maior investimento nas funções de coordenação, supervisão, fiscalização e controle da atuação pública, e também das parcerias e contratações com entidades privadas com ou sem fins lucrativos”. Disse ainda que com essa mudança, aumentará a capacidade de gerir as políticas públicas de saúde no município. “A proposta para esse novo modelo jurídico foi trabalhada por mais de um ano e se alinha com os princípios e diretrizes do SUS. Essa mudança vai permitir uma atuação mais focalizada, ágil, eficiente, resultando em um melhor atendimento a quem mais precisa, que é o cidadão que procura o SUS”, explicou. As duas Fundações serão fiscalizadas pelo Poder Executivo Municipal e pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio.

Publicidade

Leia Também:

A Fesabe terá a finalidade de prestação de serviços de atenção básica e ambulatorial especializada, enquanto a Fehospita deverá prestar serviços de assistência integral médico-hospitalar, de urgência, ambulatorial de média e alta complexidade e de apoio diagnóstico e terapêutico à população. Para a criação das fundações, serão investidos R$3 milhões, recursos que serão disponibilizados mediante as adequações necessárias no Plano Plurianual, na Lei de Diretrizes Orçamentárias e na Lei Orçamentária Anual. Os demais recursos necessários para o funcionamento da Fesabe e da Fehospita, serão provenientes das ações e serviços de saúde a serem prestados ao Poder Público, mediante a celebração de contratos administrativos.

FIM DOS RPAs: a implantação das fundações será feita de forma gradativa, assim que a lei for regulamentada. Dentre as primeiras providências estão a nomeação das equipes de controle e fiscalização, formando um colegiado de tomada de decisões, a instituição e registro das fundações. A secretária de Saúde ressalta que, com a criação das duas fundações, os profissionais serão contratados em regime celetista, por meio de concurso. “O principal objetivo é solucionar a questão dos vínculos na rede de atenção à saúde, que hoje é tudo por RPA. Com as fundações, a contratação será em regime celetista, que garante melhores salários, direitos trabalhistas, vínculo, estabilidade”, destacou Conceição.

O prefeito de Volta Redonda, Antonio Francisco Neto, comentou sobre a decisão e a importância dessas mudanças nas estruturas da rede de saúde de Volta Redonda. “É um marco para a Saúde de Volta Redonda, que é referência na região. Vai melhorar para os funcionários, já que muitos passarão a contar com todos os direitos trabalhistas, e para o cidadão que precisa do atendimento do SUS. Vamos continuar trabalhando para garantir cada vez mais uma saúde de qualidade para nossa população”, afirmou Neto.

 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!