Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

Notícias/Cidades

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS APOSTA NA LINHA VERDE E PODE SER PIONEIRA NO BRASIL EM MOBILIDADE URBANA

Com previsão para operar no início de 2022, frota de VLPs elétricos irá interligar as regiões sul e leste, além do centro, ao longo de 11 estações

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS APOSTA NA LINHA VERDE E PODE SER PIONEIRA NO BRASIL EM MOBILIDADE URBANA
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

SÃO JOSE DOS CAMPOS

São José dos Campos, no vale paraíba paulista, deu um exemplo ao país e um grande passo para avançar no plano de mobilidade urbana e oferecer um transporte público de qualidade, eficiente e 100% ecologicamente correto. Com população estimada em quase 750 mil habitantes, a cidade passará a contar, já no início de 2022, com a operação de 12 ônibus VLPs (Veículo Leve sobre Pneus). A nova frota fará parte do recém-criado corredor sustentável para interligar as regiões sul e leste - as mais populosas da cidade – bem como a região central, tornando o município mais dinâmico, compacto e inclusivo. Entregues pela BYD, empresa que venceu a licitação para a produção dos veículos, em breve eles irão compor o novo transporte público de São José dos Campos.

O contrato tem valor de R$ 56 milhões, sendo R$ 30 milhões de aporte estadual.

Publicidade

Leia Também:

A partir do início de 2022 os VLPs, em conjunto com os 500 ônibus novos do transporte público, vão oferecer à população de São José dos Campos o sistema de transporte mais moderno e eficiente do Brasil. São veículos para o transporte público 100% elétricos e ecologicamente correto. Nosso governo está com a meta de fazer de São José, a primeira cidade brasileira, reconhecidamente inteligente. É gratificante perceber que nossa cidade está sendo exemplo para todo o país. É o resultado do trabalho de nossa equipe” comentou orgulhoso o prefeito, Felicio Ramuth.

Os VLPs de São José têm o primeiro sistema urbano de transporte público do país com tecnologias de biossegurança, exigidas pela Prefeitura no projeto.Um sistema UV-C de desinfecção do ar instalado no ar-condicionado, acabamento com aditivos antimicrobianos nas poltronas, balaústres e pega-mãos. Eles também possuem propulsão elétrica, não emitem gases nocivos, são mais econômicos, silenciosos, com menor custo de manutenção e melhor desempenho.

Linha Verde: com o nome de “Linha Verde”, o projeto utilizará até 31% da faixa pertencente à ISA CTEEP (Companhia Paulista de Transmissão de Energia Elétrica S/A). A desapropriação foi realizada por meio de troca de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O eixo sustentável vai contribuir para a criação de novas centralidades, estimulando o crescimento do setor imobiliário, aquecendo a economia e gerando empregos com a expansão de novos empreendimentos, além de interligar alguns dos principais centros comerciais da cidade, caso do CenterVale Shopping, Vale Sul Shopping e Shibata Supermercados. A Linha Verde também vai beneficiar os estudantes, que frequentam diariamente as universidades instaladas ao longo do trajeto, Anhanguera e Anhembi-Morumbi. O distrito industrial Chácaras Reunidas e o Centro Empresarial Eldorado terão acesso mais facilitado, beneficiando trabalhadores e o setor produtivo do município.

Estamos implantando um transporte de massa com qualidade, sustentável, sem poluição. A Linha Verde é inovadora e vai oferecer ao usuário do transporte público, mais conforto durante as viagens”, concluiu Felício Ramuth.  

Conforto: o conforto é uma das características do VLP. As poltronas são estofadas com apoio de cabeça e entradas USB. Cada veículo tem capacidade para 168 passageiros, com acesso e espaços para cadeirantes. As portas contam com vão livre nos conceitos widedoor e slidedoor, facilitando o embarque e desembarque de passageiros, além de um sistema que evita que elas fechem quando há qualquer movimento próximo. Para maior segurança dos passageiros, os veículos têm seis câmeras de alta definição, duas delas com infravermelho.

Autonomia: o VLP tem 22 metros de comprimento, baterias de fosfato ferro lítio, com autonomia de até 250 km com uma carga completa de três horas. A iluminação externa terá faróis em full led. Os espelhos retrovisores foram substituídos por duas câmeras de alta definição, que cobrem um campo de visão maior e permitem que os motoristas vejam pontos cegos e tenham facilidade de manobra, aumentando a segurança no trânsito. Em março, mais de um milhão de pessoas conheceram o VLP em São José, quando o modelo esteve na cidade para visitação e em tour virtual.

Sustentabilidade: a Linha Verde vai promover o desenvolvimento urbano e econômico, preservando o meio ambiente. Nos trechos de implantação o corredor será em concreto, as calçadas serão feitas com elementos permeáveis e a iluminação será em LED alimentada por sistema fotovoltáico on-grid. Também será feita a ampliação da arborização ao longo de todo o traçado.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!