Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Notícias/Governo do Estado do Rio

RIO DE JANEIRO É SEDE DO FÓRUM NACIONAL DAS SECRETARIAS ESTADUAIS DE COMUNICAÇÃO

Combate às Fake News foi destaque no primeiro dia do encontro que reúne 22 representes do setor de várias regiões do país

RIO DE JANEIRO É SEDE DO FÓRUM NACIONAL DAS SECRETARIAS ESTADUAIS  DE COMUNICAÇÃO
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

RIO DE JANEIRO, RJ Fórum das Secretarias Estaduais de Comunicação

O secretário de Comunicação do Estado do Rio de Janeiro, Igor Marques, ao lado do Governador Claudio Castro, abriu nesta quarta-feira, dia 20 de setembro, no Palácio das Laranjeiras, o 2° Fórum Nacional das Secretarias Estaduais de Comunicação. O papel deste setor governamental, tão importante para a transparência do setor público, destacou no primeiro dia do evento, o combate às fake News.

O governador Cláudio Castro e o secretário Igor Marques, ressaltaram a importância de uniformizar a comunicação na gestão pública. “Quero parabenizar os secretários de Comunicação do Brasil, que começaram esse processo de se organizar para uniformizar a comunicação governamental. A integração da imprensa com as secretarias é essencial para um crescimento conjunto. E debater as fake news é importante, porque uma informação mentirosa pode, inclusive, destruir vidas. Temos a missão de ser fonte para a imprensa e ser acessível à sociedade” ressaltou o governador Cláudio Castro. O Fórum reúne 22 representantes do setor de todas as regiões do Brasil, autoridades e jornalistas.

Publicidade

Leia Também:

Para Igor Marques, reunir gestores de todo o Brasil, é uma oportunidade de discutir temas fundamentais para a construção de novas políticas, que contribuam para uma comunicação institucional cada vez mais transparente e que aproxima o governo da população. “A segunda edição do fórum está fortalecendo a comunicação pública e institucional, que é um canal que permite que a população tenha acesso, de forma correta, às entregas e serviços realizados pelos governos. Este encontro alcança a todos que querem construir uma comunicação precisa e eficaz, e que se empenham no combate à desinformação” destacou o Secretário Igor Marques.

Segundo o presidente do Conselho das Secretarias Estaduais de Comunicação, André Curvello, secretário de Comunicação da Bahia, o fórum é um evento histórico e que trará resultados muito produtivos. “Esperamos combater esse verdadeiro câncer social que são as fake news. O conselho ainda está em processo de amadurecimento, mas conta com a participação de todos os secretários do país em busca de ideias e soluções para os mais variados temas relacionados à comunicação dos governos. E essa pluralidade é muito importante” disse Curvello.

União dos poderes contra a desinformação: No painel “O Brasil e os desafios das gestões estaduais no combate às fake news”, foram destacados os impactos das fake news como fatores que podem comprometer os processos democráticos. O debate contou com palestra da juíza Caroline Tauk, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

A magistrada falou sobre o papel e as ações do Judiciário; a liberdade de expressão e a importância da união entre os Poderes e a sociedade civil para enfrentar informações mentirosas.”É preciso entender que as fake news consistem na divulgação massiva e sistemática de informações falsas com o objetivo de obter lucro, atingir ou prejudicar uma instituição ou pessoa. Esse enfrentamento das fake news deve ser baseado em três pilares: mais informação, capacitação e transparência. É necessário unir Executivo, Legislativo, Judiciário e a sociedade civil para combater a desinformação” frisou a juíza Caroline Tauk.

Outros dois painéis: O segundo dia do Fórum Nacional das Secretarias Estaduais de Comunicação, nesta quinta-feira, dia 21 de setembro, traz o painel “Foco no digital: do processo licitatório ao diálogo com a população” abrirá a programação. As discussões continuam ao longo do dia com o painel “Rádios comunitárias: da regulamentação à divulgação das notícias”. Ao final do encontro, será apresentada uma carta-compromisso para o enfrentamento à desinformação. O manifesto será entregue ao governo federal e ao Congresso Nacional.

 

 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!