Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Domingo, 16 de Junho de 2024

Notícias/Política

RENAN - LEGISLATIVO DE VOLTA REDONDA SURGE COMO BASE PARA PRETENSOS FUTUROS DEPUTADOS

Nossas equipes foram conhecer um pouco mais os Vereadores de uma das maiores cidades do Estado do Rio que querem ser deputados

RENAN - LEGISLATIVO DE VOLTA REDONDA SURGE COMO BASE PARA PRETENSOS FUTUROS DEPUTADOS
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

VOLTA REDONDA, RJ Renan Cury Por Adriano Lizarelli – Jornalista - Editor especializado em Ciências Políticas

Volta Redonda, RJ é uma das maiores cidades do Estado do Rio, berço da Siderurgia Nacional e uma das principais economias fluminenses. Tamanha importância, necessita ser representada à altura e de maneira eficiente, quando o tema são os legislativos estadual e federal. No entanto, Volta Redonda vem sofrendo baixas consideráveis últimos anos. Basta caminhar pelas famosas “bocas miúdas da política” espalhadas pela “Cidade do Aço”, e ouvir atentamente. Há insatisfação, de parte do eleitorado, facilmente identificada de forma representativa nessas conversas. Como consequência surgem oportunidades para novos representantes de Volta Redonda. Apesar de ninguém ainda ser oficialmente candidato, vamos apresentar alguns políticos que certamente vão alçar voos rumo às capitais do Rio e do país.     

Renan Cury:  Renan Teixeira e Cury é voltarredondense e tem 31 anos. É publicitário e “apaixonado pelas pessoas e pelos animais”. Gosta de viajar e é flamenguista. Vem de uma família de classe média e relata que sempre tentou ajudar, mesmo antes da vida pública, pessoas que lhe procuravam. Começou a trabalhar na adolescência, em uma oficina mecânica. Aos 19 anos ingressou na faculdade de comunicação, onde descobriu sua paixão pelo rádio. Em 2011, ingressou na equipe do Programa Dário de Paula. Criou um site jornalístico e possui redes sociais atuantes junto às comunidades. Já apresentou programas de rádio e continua como repórter no Programa Dário de Paula.

Publicidade

Leia Também:

  • Quando foi que você teve certeza que queria ser Político ?

Renan Cury: Creio que desde que comecei a trabalhar com comunicação. No Programa Dário de Paula lidei diretamente com problemas da população e senti, junto com os ouvintes, como a má política afeta a vida das pessoas. Em 2017, quando criei minha página no Facebook, ampliei meu feedback sobre os problemas da população. Com o trabalho no radio, sempre tive muito contato com a política. Em 2012, trabalhei na campanha do prefeito Antonio Francisco Neto. Foi uma campanha difícil, o que atrasou inclusive a entrega do meu trabalho de conclusão de curso na faculdade. Em 2016, cheguei a receber proposta pra vir candidato, sendo rabiola é claro, em uma nominata de vereador. Não topei. Em 2018, fui chamado pra ser candidato a deputado estadual, mas preferi apoiar a Márcia Cury. Já em 2020, fui convencido que o mal vence com a omissão dos bons. Foi quando me candidatei a vereador e consegui ser eleito.

  • Já se passou mais de um ano do seu mandato como vereador mais votado em Volta Redonda. O que você pode dizer sobre o parlamento municipal?

Renan Cury: o parlamento municipal é a casa do povo. Existe uma pressão grande. O equilíbrio é a melhor saída, no meu ponto de vista, pra prestar um bom trabalho para o povo, mas conseguindo fazer política. Não existe política sozinho, portanto conversar com todas esferas da sociedade é necessário. No meu primeiro ano, o presidente da Câmara, o Neném, foi um grande parceiro. Creio que em 2022, o atual presidente, Sidney Dinho, também fará um grande trabalho. No entanto, boa parte das pessoas não sabe a função do vereador. Pensam que se resume a conseguir emprego para os outros ou pagar contas. Já fui xingado por ter arcado com o tratamento para um cachorro resgatado da rua, e não pagar a conta de luz de uma pessoa. Recentemente, também fui xingado por um rapaz que pediu emprego na CSN para o filho dele. Eu expliquei que era uma empresa privada, que essa não era a função do vereador, mas ele preferiu me bloquear a xingar. Faz parte. 

  • Certamente também houve satisfação?

Renan Cury: Satisfação em ajudar as pessoas. Tive um trabalho extenso de vereador, consegui aprovar leis importantes e votei contra leis que achei que prejudicariam a população. Cobro muito o executivo, mas tenho uma boa relação. Como a cidade de Volta Redonda não elegeu deputado estadual, busquei na capital, recursos para a cidade. A primeira reunião entre o governador Cláudio Castro e o prefeito Neto, foi articulada por mim, com ajuda do Deputado Federal Dr. Luizinho. Essa parceria, possibilitou quase R$ 100 milhões pra saúde de Volta Redonda, o que fez com que o prefeito Neto pagasse os funcionários em dia durante 2021. Sem essa nossa articulação, seria muito difícil.

  • Qual a importância da família, principalmente depois da sua entrada para a política?

Renan Cury: sou filho do Charles e da Cristina, irmão do Juliano e do Filipe. Namoro a Inghlide há quase 9 anos. Sou pai do Boris e da Nala (cachorros). Sou grato a todo apoio que tive quando decidi entrar pra política. A mãe não gosta muito, afinal, ser mãe de político é igual ser mãe de juiz de futebol. É a primeira a ser xingada (rsrs). A família é muito importante, é nossa base, é em quem podemos confiar. Minha relação com a família não mudou com a política, mas sou um cara que trabalho muito, de 16 a 20 horas por dia, de domingo a domingo. Já era assim atuando como jornalista. Esse tipo de trabalho já provocou alguns problemas, como por exemplo, interromper um filme pra atender alguém, ou parar um jantar para falar com o Corpo de Bombeiros ou com a polícia.

  • 2022, Bolsonaro, Lula ou outro?

Renan Cury: acho que não haverá terceira via. Ou Bolsonaro ou Lula levam essa. Acho que está em aberto a eleição, mas Bolsonaro precisará utilizar um discurso menos agressivo pra chegar na época da eleição e disputar. Acho que o Moro, como candidato, atrapalha um pouco o Bolsonaro. Ainda tem muita coisa pra rolar e o cenário está indefinido.

  • Você será candidato esse ano?

Renan Cury: Provavelmente serei candidato a deputado estadual. Volta Redonda não pode passar mais 4 anos sem um representante da cidade na Alerj.

...Pensamento... Continuem contando com meu trabalho e meu esforço por uma cidade melhor. Não sou salvador da pátria, gostaria de fazer muitas coisas que não posso, mas vontade não falta. Vamos seguir trabalhando muito e nossa cidade voltará a sorrir.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!