Revista Acontece Interior, Rio de Janeiro, Interior, Brasília, São Paulo

Domingo, 16 de Junho de 2024

Notícias/Cultura

ALERJ PROÍBE O USO COMERCIAL DE “JUKEBOX” SEM LICENCIAMENTO DAS MÚSICAS

Estabelecimentos poderão ser multados em até R$ 100 mil; medida exclui máquinas de karaokê.

ALERJ PROÍBE O USO COMERCIAL DE “JUKEBOX” SEM LICENCIAMENTO DAS MÚSICAS
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Rio de Janeiro, RJ Alerj proíbe musicas em “Jukebox” sem licenciamento Colaboração de Gustavo Natario e Leon Continentino e fotos de Thiago Lontra e Julia Passo

O uso de máquinas eletrônicas de músicas, conhecidas como “jukebox”, deverá ser proibido caso o estabelecimento não possua o devido licenciamento fonográfico concedido por órgão responsável pelos direitos autorais. É o que prevê o Projeto de Lei 449/15, de autoria da deputada Martha Rocha (PDT), que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou recentemente , em segunda discussão. O texto seguiu para o governador Cláudio Castro, que tinha até 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

A medida não se aplica às formas de Karaokê ofertados, ainda que em caráter oneroso, permitindo a disponibilização de músicas gravadas apenas com instrumentos musicais em aparelhos eletrônicos. Segundo a autora, a exploração das máquinas musicais sem o devido licenciamento fonográfico caracteriza-se como crime de violação de direitos autorais, tornando a prática comercial um ato ilícito.

Publicidade

Leia Também:

Os estabelecimentos que descumprirem a medida podem arcar com multa de R$ 25 mil a R$ 100 mil, além da suspensão da inscrição no cadastro estadual de contribuintes por até trinta dias e a cassação da inscrição no cadastro estadual. A cassação impedirá a empresa penalizada de praticar, por cinco anos, negócios relativos à circulação de mercadorias e sobre prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação.

Os sócios do estabelecimento penalizado, seja pessoa física ou jurídica, terão suspensos o direito de exercer atividade econômica no ramo em que atuam, bem como serão proibidos de registrar outra empresa, do mesmo setor, no cadastro do contribuinte de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) - o principal tributo do estado. A lista das empresas penalizadas deverá ser publicada, periodicamente, em Diário Oficial.

 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!